Muitas dúvidas cercam a cabeça de uma pessoa que está prestes a decidir o seu futuro profissional e entrar na vida universitária: qual curso escolher, mudar ou não de cidade para estudar, preparar-se para o vestibular, fazer uma faculdade particular ou optar pelo ensino público, entre outras.

De fato, são decisões importantes e que devem ser tomadas com muita cautela. Pensando nisso, vamos ajudá-lo a refletir sobre essa escolha considerando as vantagens práticas de matricular-se em uma instituição de ensino superior privada. Acompanhe!

Facilidade de acesso

O número de instituições de ensino superior públicas no Brasil é bem inferior ao de instituições privadas, como mostra o Censo da Educação Superior. Consequentemente, isso indica a maior facilidade de acesso à educação particular.

O número de vagas é maior, o que faz com que a concorrência seja menor para os candidatos interessados. Além do mais, são poucas as cidades que contam com uma universidade pública, enquanto as particulares estão mais espalhadas pelo país. Ou seja, tal disponibilidade facilita a vida do aluno que está em busca de conquistar o seu diploma.

Boa infraestrutura

Outro ponto que deixa a opção pelo ensino privado mais atrativa é a diferença do investimento em infraestrutura. É claro que não dá para generalizar e dizer que toda instituição pública tem uma estrutura inferior.

Contudo, a dependência do governo para os repasses de verba muitas vezes inviabiliza a realização de melhorias nos prédios, mobiliário, equipamentos etc. Por sua vez, uma faculdade particular normalmente consegue oferecer uma experiência melhor nesse sentido para os seus alunos, o que é um aspecto de destaque para elas. 

Grade curricular atualizada

A maior independência do setor privado garante outra vantagem: poder atualizar as suas grades curriculares sem grandes burocracias. Criar cursos, mudar disciplinas e até fazer parcerias que gerem oportunidades para os estudantes são tarefas mais simples quando se trata de uma instituição particular.

Para as faculdades públicas, esse processo tende a envolver maior complexidade e demora — o que pode impactar diretamente na formação dos alunos e na preparação deles para o mercado de trabalho.

Conexão com o mercado de trabalho

Falando em trabalho, uma característica comum ao ensino privado é ter uma boa conexão com o mercado. As universidades públicas são bastante reconhecidas pela atividade em pesquisa científica, ao passo que as particulares costumam ter uma sintonia maior com o mundo corporativo.

Possibilidade de bolsas e financiamentos

Se o fator financeiro é o que mais importa para você na hora de escolher entre uma faculdade particular ou pública, não se esqueça das possibilidades de bolsas de estudo e financiamento.

Esses recursos ajudam milhares de estudantes a concluírem uma graduação, o que é um passo essencial para construir uma carreira. Por isso, procure informações na própria instituição que você pretende estudar ou em programas como o FIES, ProUni, entre outros.

O que importa é que você não deixe de lado o sonho de ter um diploma reconhecido e de agregar valor ao seu currículo para construir uma carreira bem-sucedida! Então, considere as vantagens de fazer uma faculdade particular antes de tomar a sua decisão, combinado?

Aproveite para conhecer melhor a FAI e os cursos que oferecemos por aqui!