CONVERSE COM A FAI

PSICOLOGIA
 

O objetivo geral do curso de Psicologia proposto pela FAI é formar Psicólogos éticos, críticos, empreendedores, atualizados e socialmente responsáveis, altamente qualificados para o exercício da psicologia, com base no rigor científico e intelectual e pautados em princípios éticos e sociais, capazes de identificar, entender e intervir nos problemas emocionais e nas funções mentais que interferem na saúde geral dos indivíduos.

Nesse contexto, os Psicólogos formados no curso de Psicologia da FAI deverão ser capazes de desenvolverem as seguintes habilidades e competências gerais:

I – Na Atenção à Saúde: os profissionais devem estar aptos a desenvolver ações de prevenção, promoção, proteção e reabilitação da saúde psicológica e psicossocial, tanto em nível individual quanto coletivo, bem como a realizar seus serviços dentro dos mais altos padrões de qualidade e dos princípios da ética/bioética;

II - Na Tomada de Decisões: o trabalho dos profissionais deve estar fundamentado na capacidade de avaliar, sistematizar e decidir as condutas e uso das técnicas e recursos mais adequados, baseados em evidências científicas;

III - Na Comunicação: os profissionais devem ser acessíveis e devem manter os princípios éticos no uso das informações a eles confiadas, na interação com outros profissionais de saúde e o público em geral;

IV - Na Liderança: no trabalho em equipe multiprofissional, os profissionais deverão estar aptos a assumirem posições de liderança, sempre tendo em vista o bem-estar da comunidade e das pessoas afetadas por suas decisões;

V - Na Administração e Gerenciamento: os profissionais devem estar aptos a tomar iniciativas, fazer o gerenciamento e a administração da força de trabalho, dos recursos físicos e materiais e de informação, da mesma forma que devem estar aptos a serem empreendedores, gestores, empregadores ou líderes nas equipes de trabalho;

VI - Na Educação Permanente: os profissionais devem ser capazes de aprender continuamente, tanto na sua formação, quanto na sua prática, e de ter responsabilidade e compromisso com a sua educação e o treinamento das futuras gerações de profissionais, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acadêmica e profissional, a formação e a cooperação através de redes nacionais e internacionais.

VII - No Empreendedorismo: devem ser capazes de empreender e inovar no campo da Psicologia, aproveitando o ecossistema em que está inserido, valorizando a troca de experiências entre discentes, docentes e atores externos.



 

 

As políticas sociais como o Sistema Único de Saúde (SUS) e, mais recentemente, o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) têm proporcionado uma ampliação importante de campo de trabalho para os Psicólogos em todo o país. A criação e fortalecimento dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) – no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS) –, dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) – no âmbito da Saúde Mental – , além dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centros Especializados em Assistência Social (CREAS) – no âmbito das políticas socioassistenciais – assim como um maior reconhecimento da importância desse profissional em equipes inter e multidisciplinares tanto na saúde, educação, assistência, e trabalho, como em novos campos, cresceram, especialmente, nos últimos 15 anos.

A busca pela construção de um projeto que tenha como enfoque a prática pautada no compromisso social promoverá a ampliação e a participação do Psicólogo na sociedade brasileira. Com esse tipo de formação/capacitação esse profissional passará a atuar e a ocupar diferentes espaços, mostrando a importância da práxis psicológica em várias situações e contextos, dentre eles: Sistema Único de Assistência Social (SUAS), Sistema Único de Saúde (SUS), já citados, e também o Sistema de Garantia de Direitos, nas políticas e setor educacional, nas políticas inclusivas, culturais e de esporte, nas políticas socioambientais, nos órgãos de controle e participação social (como conselhos das políticas públicas e mesmo conselhos tutelares), entre outras políticas públicas e setores sociais e assistenciais.

O Projeto Pedagógico do Curso de Psicologia da FAI refletirá as expectativas educacionais da Instituição dispostas no seu PDI, bem como as necessidades do campo da saúde, educação e questões sociais e ambientais do estado de Minas Gerais e do município de Santa Rita do Sapucaí. Tendo em vista as características de Santa Rita do Sapucaí e suas possibilidades de crescimento econômico, a FAI visa à colaboração na formação de profissionais qualificados e integrados à realidade deste município, do estado de Minas Gerais e do país, oferecendo ensino que conduz à cidadania e ao comprometimento com os desafios da Psicologia no mercado de trabalho contemporâneo.

A FAI entende que o Curso de Psicologia estará voltado à perspectiva do estudante que almeja um curso atualizado e completo para aprender a profissão, para atender as demandas do mercado de trabalho e dos cidadãos que precisam de um profissional competente, responsável, ético e preocupado com os problemas sociais. Assim, a FAI avança no sentido da sua vocação institucional que é: formar profissionais em várias áreas de conhecimento, garantindo a interdisciplinaridade, o trabalho em equipe, a visão humanista e os postulados éticos.

Percebe-se, portanto, que o campo de atuação do profissional em questão será amplo e ocorrerá a partir de diferentes abordagens, ou seja, formas de atuação, e seu mercado de trabalho encontra-se em constante avanço e crescimento. E, será neste cenário que poderemos compreender a importância do Curso de Psicologia para a formação de profissionais capacitados e habilitados a atender as demandas da sociedade, cumprindo um papel social importante.

O Curso de Psicologia foi concebido com o compromisso de propiciar formação, em nível de graduação, que atenderá às demandas dos cidadãos, do mundo do trabalho e da sociedade.

Com o pensar voltado para a formação prospectiva, antecipando os desafios que aguardam os egressos no futuro que ainda não se conhece o contorno, buscar-se-á uma aprendizagem ativa e problematizadora, que considerará em primeiro plano a realidade social, cultural e epidemiológica do município de Santa Rita de Sapucaí, voltada para a autonomia intelectual, apoiada em formas criativas e estimulantes para o processo de ensino-aprendizagem, formando profissionais comprometidos com a curiosidade epistemológica e com a resolução de problemas da realidade cotidiana.

A FAI oferece ao estudante de Psicologia uma formação ampla e sólida, garantindo o domínio básico dos conhecimentos psicológicos e a capacidade de utilizá-los em diferentes contextos que demandem investigação, análise, avaliação, prevenção e atuação em processos psicológicos e psicossociais, e, consequentemente, na promoção da qualidade de vida.

A FAI acredita que o Psicólogo deve estar devidamente preparado para enfrentar os desafios contemporâneos, com conhecimentos técnicos-científicos, postura ética, análise crítica da conjuntura, reflexiva e humanista, além de possuir habilidades relacionais e de comunicação, empatia, empreendedora e saber atuar inter e multiprofissionalmente.

O Psicólogo poderá atuar nas áreas clínica, escolar, organizacional, institucional, social, hospitalar, junto a indivíduos, grupos, famílias, casais, comunidades. O Curso de Graduação em Psicologia foi concebido com o compromisso de propiciar formação generalista que atenda às necessidades sociais da saúde, com ênfase no Sistema Único de Saúde (SUS), e que assegure, prioritariamente, a integralidade da atenção e a qualidade e humanização do atendimento prestado à população auxiliando no processo de desenvolvimento sustentável das organizações e da sociedade, sem, contudo, perder as perspectivas regional, estadual e nacional. Enfim, a formação em psicologia possui diversas possibilidades de inserção profissional, uma vez que o Psicólogo pode lidar com o comportamento humano, os sentimentos, as emoções e as relações pessoais e grupais em diferentes contextos

De acordo com a Lei nº 4.119, que regulamenta a formação de Psicólogos no Brasil, a Lei n° 5.766, de 20 de dezembro de 1971, que cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Psicologia, e as normativas estabelecidas pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), especialmente a Resolução 13/2007, as áreas especializadas da Psicologia são:

I. Psicologia Escolar/Educacional;

II. Psicologia Organizacional e do Trabalho;

III. Psicologia de Trânsito;

IV. Psicologia Jurídica;

V. Psicologia do Esporte;

VI. Psicologia Clínica;

VII. Psicologia Hospitalar;

VIII. Psicopedagogia;

IX. Psicomotricidade;

X. Psicologia Social;

XI. Neuropsicologia.














O corpo docente do Curso de Psicologia da FAI é constituído por professores de excelência, com experiência profissional e na docência. São eles:

Profa. Dra. Adriana Moraes Pereira Santos

Prof. Dr. José Cláudio Pereira

Prof. Dr. José Renato da Silva

Profa. Dra. Lariana Paula Pinto

Profa. Me. Larissa Salustiano Evangelista Pimenta

Profa. Me. Marcilena Assis Toledo

Profa. Me. Márcia Coutinho

Prof. Esp. Marco Aurélio Magalhães Paiva

Profa. Dra. Maria Inês Bustamante

Profa. Me. Rita Helena Rezek Nassar

Prof. Dr. Thiago Ribeiro de Freitas

Coordenação

Profa. Me. Claudia Marinho Ribeiro