Índice de Preços ao Consumidor - Janeiro de 2014
A+ A A-

Índice de Preços ao Consumidor - Janeiro de 2014

Índice de Preços ao Consumidor Santarritense (IPCS), Índice de Preços ao Consumidor Pouso-alegrense (IPCP) e Índice de Preços ao Consumidor Itajubense (IPCI) ? Janeiro de 2014.

Com o objetivo de orientar as decisões de consumo do cidadão, a FAI - Centro de Ensino Superior em Gestão, Tecnologia e Educação, apresenta mensalmente as principais variações de preços de uma cesta de 36 itens em Santa Rita do Sapucaí, Pouso Alegre e Itajubá, divididos em quatro grupos: alimentação, limpeza doméstica, higiene pessoal e transportes. A pesquisa ocorre em dois supermercados e dois postos de gasolina em Santa Rita do Sapucaí, três supermercados e três postos de gasolina em Pouso Alegre e em Itajubá, bem como na empresa de transporte urbano de cada cidade. Este relatório apresenta uma análise comparativa da evolução de preços e do poder de compra dos cidadãos das três cidades no mês de Janeiro de 2014.

Análise do IPCS:

Período

Taxa

Janeiro

+0,08%

Dezembro

+0,20%

Janeiro de 2013

+0,49%

Acumulado nos 12 meses

+3,19%


Em Janeiro, o Índice de Preços ao Consumidor Santarritense ? IPCS apresentou uma ligeira inflação de +0,08%, a sétima elevação sucessiva. O valor total da cesta da FAI para o município de Santa Rita do Sapucaí atingiu o valor de R$ 683,22, alta de R$ 0,57 em relação à cesta do mês de Dezembro. No acumulado de um ano, entre Fevereiro de 2013 a Janeiro de 2014, a variação do IPCS foi de +3,19%.

No grupo alimentação constatou-se uma inflação de +0,04%. Os produtos que ficaram mais caros aos consumidores santarritenses foram: a cebola (+20,11%), o macarrão (+16,61%), a margarina (+9,78%), a carne (+4,72%), a maionese (+4,71%) e os ovos (+3,85%). Já entre os itens que apresentaram redução em seus preços destacam-se: o leite (-10,71%), o açúcar (-10,36%), a batata (-9,69%) e o feijão (-4,44%).

O único grupo da cesta de Santa Rita do Sapucaí que sofreu deflação foi o de limpeza doméstica com variação média de -4,47%. Os produtos que contribuíram para esta redução foram: a água sanitária (-17,77%), o detergente (-6,55%) e o sabão em barra (-3,59%). O único item desse grupo que apresentou inflação foi o sabão em pó (+1,25%).

Verificou-se uma inflação no grupo produtos de higiene de +0,73%. Alta nos preços do absorvente (+14,29%), do xampu (+3,97%) e do papel higiênico (+2,05%). Já os itens que tiveram redução em seus preços foram o desodorante (-3,98%), o creme dental (-3,19%) e o sabonete (-1,51%).

O grupo transportes apresentou variação de +0,76%. A gasolina e o etanol contribuíram para esse aumento com altas de respectivamente +1,51% e +0,93%. O vale transporte da cidade permaneceu com o preço estável.

A inflação acumulada no período de um ano, entre Fevereiro de 2013 a Janeiro de 2014, em cada grupo componente da cesta da FAI para o município de Santa Rita do Sapucaí, foi de: +6,83% para o grupo alimentos, -4,09% para o grupo limpeza doméstica, +5,54% para os produtos de higiene e -7,35% para o grupo transportes.
 

Análise do IPCP:

Período

Taxa

Janeiro

+0,44%

Dezembro

+1,09%

Janeiro de 2013

+1,35%

Acumulado nos 12 meses

+6,19%


O Índice de Preços ao Consumidor Pouso-alegrense ? IPCP apresentou em Janeiro índice de +0,44%, quinta elevação consecutiva. O valor total da cesta de produtos e serviços da FAI para o município foi apurado em R$ 722,52, uma alta de R$3,15 em relação à cesta de Dezembro. A inflação acumulada nos quatro grupos da cesta da FAI no período de doze meses, entre Fevereiro de 2013 a Janeiro de 2014 foi de +6,19%.

Os itens do grupo alimentação sofreram elevação de em média +0,58%. Os alimentos que apresentaram maior inflação foram: a batata (+5,69%), o pão (+3,66%), a maionese (+2,89%) e a cebola (+2,78%). Entre os itens que se destacaram por uma queda nos preços encontram-se: o óleo de soja (-2,90%), o tomate (-2,88%), o arroz (-1,97%) e os sucos (-1,52%).

O grupo limpeza doméstica também apresentou alta nos preços com índice de +0,22%. Os itens que ficaram mais caros aos consumidores foram a água sanitária (+1,41%) e o sabão em pó (+0,76). O detergente e o sabão em barra tiveram seus preços reduzidos e apresentaram deflação de respectivamente de -1,33% e -0,55% em relação ao mês anterior.

O grupo produtos de higiene apresentou uma elevação média de preços de +0,50%. Todos os itens desse grupo ficaram mais caros no mês de Janeiro. O creme dental teve alta de +1,09%, o absorvente de +0,88%, o sabonete de +0,73%, o papel higiênico de +0,40%, o xampu de +0,27% e o desodorante de +0,12%.

O grupo transportes que contém os itens: gasolina, etanol e vale transporte apresentou ligeira variação de +0,09%. Contribuiu para essa elevação a gasolina que ficou +0,34% mais cara. O vale transporte e o etanol permaneceram com os preços inalterados no mês de Janeiro.

Quanto ao índice de inflação acumulada, apurada pela cesta de produtos e serviços da FAI, para o município de Pouso Alegre, o grupo alimentação é o que apresentou maior elevação (+9,46%), seguido pela limpeza doméstica (+8,57%) e produtos de higiene (+5,22%). O grupo transportes apresentou deflação de -1,00% nos últimos 12 meses.

Análise do IPCI:

Período

Taxa

Janeiro

-1,01%

Dezembro

+0,41%


No mês de Janeiro de 2014, a cesta de produtos e serviços da FAI apresentou para Itajubá deflação de -1,01%. O valor total da cesta para esse município alcançou o valor de R$ 741,73, uma redução de R$7,53 em relação ao mês anterior. Um dos fatores que contribuíram para essa queda de preço no total da cesta foram algumas promoções realizadas nos estabelecimentos pesquisados.

O grupo alimentação apresentou redução de preços de -0,89%. Os produtos que ficaram mais baratos aos consumidores foram: a batata (-38,20%), o leite (-9,52%), o café (-6,89%), o alho (-5,20%) e o açúcar (-4,95%). Entre os alimentos citados, destaque para a batata e o café, itens que tiveram promoções e consequentemente maiores quedas em seus preços. Já entre os itens que apresentaram inflação encontram-se: a cebola (+30,79%), o tomate (+26,82%), o macarrão (+4,21%), a farinha de trigo (+3,33%), o pão (+3,19%) e o arroz (+3,03%).

 O grupo limpeza doméstica apresentou índice de -0,62%. Os itens que ficaram mais baratos aos consumidores foram o sabão em pó (-2,54%) e a água sanitária (-2,28%). Já o detergente e o sabão em barra ficaram mais caros, apresentando índices de respectivamente +4,26% e +0,81%.

O grupo produtos de higiene foi o que mais contribui para a deflação total da cesta de Itajubá, apresentando variação de -4,70%. Queda nos preços do sabonete (-8,04%), do papel higiênico (-6,69%), do desodorante (-6,15%), do creme dental (-4,82%) e do xampu (-1,86%). Vale ressaltar, que o sabonete, o desodorante e o xampu tiveram promoções no mês de Janeiro. O único item que sofreu alta foi o absorvente com índice de +4,17%.

O grupo transporte sofreu uma inflação de +0,23% nesse mês. Os itens que contribuíram para esse aumento foram o etanol e a gasolina. Esses produtos tiveram aumento médio de respectivamente +0,75% e +0,37%. O vale transporte permaneceu com o preço inalterado.

Comparação com o IPCA

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - IPCA do mês de Janeiro apresentou variação de +0,55% e correspondeu a 60% da taxa de +0,92% registrada em Dezembro de 2013. Constitui-se no menor IPCA dos meses de Janeiro desde 2009, quando ficou em +0,48%. Após o IPCA ter fechado o ano de 2013 em +5,91%, o acumulado dos últimos doze meses recuou para +5,59%. Em Janeiro de 2013 a taxa havia ficado em +0,86%.

Comparando o IPCA com os dados da cesta criada pela FAI, é possível constatar que nas três cidades pesquisadas, em nenhuma delas houve índice de inflação próximo ao atingido pelo IPCA no Brasil (+0,55%). Os municípios apresentaram as seguintes variações: Pouso Alegre (+0,44%), Santa Rita do Sapucaí (+0,08%) e Itajubá (-1,01%) e, portanto, são inferiores ao IPCA de Janeiro na média das regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE.

Comparação com a Cesta do DIEESE

Metade das 18 capitais onde o DIEESE - Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos ? realiza, mensalmente, a Pesquisa Nacional da Cesta Básica apresentou alta no preço do conjunto de gêneros essenciais, enquanto outras nove cidades registraram queda. As maiores elevações foram apuradas em Brasília (+5,49%), Manaus (+5,04%) e Recife (+2,21%). As retrações mais expressivas ocorreram em Campo Grande (-4,19%), Porto Alegre (-2,47%) e Curitiba (-2,41%).

Três das capitais do Sudeste apresentaram deflação em Janeiro: Rio de Janeiro (-1,58%), Belo Horizonte (-1,47%) e São Paulo (-1,15%). Já na capital Vitória apurou-se inflação de +1,79%. Com relação à inflação acumulada no período de um ano, entre Fevereiro de 2013 a Janeiro último os índices foram: Vitória (+3,73%), Belo Horizonte (+2,62%), Rio de Janeiro (+2,19%) e São Paulo (+1,59%).

Segundo os dados do DIEESE, em Janeiro, o preço do leite apresentou recuo em todas as cidades apuradas. Na pesquisa realizada pela FAI, o alimento teve redução em seus preços nas três cidades. Em Santa Rita do Sapucaí, o índice foi de -10,71%, em Itajubá de -9,52% e em Pouso Alegre de -1,13%. Por ser um período de safra, houve aumento da produção e ao mesmo tempo, diminuição no consumo, o que influenciou os preços para baixo.

Conforme o DIEESE indicou o preço do feijão diminuiu em 13 localidades. De acordo com a pesquisa da FAI, o produto também ficou mais barato aos consumidores. O maior recuo de preços aconteceu em Santa Rita do Sapucaí (-4,44%), seguido de Itajubá (-1,89%) e Pouso Alegre (-0,82%). A safra do feijão irrigado abasteceu grande parte do mercado interno e reduziu os preços do grão.

O DIEESE verificou que o café em pó mostrou redução em 12 cidades. Confrontando os dados apura-se que somente em Pouso Alegre o item apresentou inflação (+0,66%). Já Itajubá e Santa Rita do Sapucaí também apresentaram preços do café em queda de respectivamente -6,89% e -3,26%. Essa tendência, verificada em Janeiro, se deve aos bons resultados da safra 2013/2014. No entanto, especialistas vêm chamando a atenção para o fato de que o calor excessivo e a seca do último mês podem prejudicar as lavouras de café e elevar o preço.

A carne bovina, produto de maior peso na composição da cesta básica do DIEESE e também na da FAI, ficou mais cara em 14 das 18 capitais pesquisadas pelo DIEESE. Segundo a pesquisa local, o item também ficou mais caro para consumidores dos três municípios. As cidades apresentaram as seguintes variações: Santa Rita do Sapucaí, +4,72%, Itajubá, +2,09% e Pouso Alegre, +0,37%. As condições ruins das pastagens devido à falta de chuvas e a elevação do preço dos insumos aumentaram os custos ao produtor. Além disso, houve ampliação do consumo do produto.

O pão francês encareceu em 13 capitais em Janeiro, conforme aponta a pesquisa do DIEESE.  Pouso Alegre e Itajubá também tiveram aumento no preço do produto de respectivamente +3,66% e +3,19%. Já em Santa Rita do Sapucaí, o preço do pão permaneceu estável. O aumento do preço da farinha de trigo, um dos ingredientes principais do produto, contribuiu para essa elevação de preços.

Em Janeiro, outro produto com elevação do preço, segundo o DIEESE foi o arroz. Alta em 13 cidades. Somente Itajubá também apresentou inflação do item de +3,03%. Nas outras duas cidades pesquisadas pela FAI, houve retração de preços: Pouso Alegre de -1,97% e Santa Rita do Sapucaí de -0,74%.

A tabela a seguir apresenta uma síntese da pesquisa da FAI e das comparações feitas nesse relatório:

 

ITAJUBÁ

POUSO ALEGRE

SANTA RITA DO SAPUCAÍ

PREÇO DA CESTA DA FAI

R$741,73

R$722,52

R$683,22

VARIAÇÃO DO MÊS 01/2014

-1,01%

+0,44%

+0,08%

ITENS COM MAIOR INFLAÇÃO

Cebola (+30,79%)

Tomate (26,82%)

Batata (+5,69%)

Pão (+3,66%)

Cebola (+20,11%)

Macarrão (+16,61%)

ITENS COM MAIOR DEFLAÇÃO

Batata (-38,20%)

Leite (-9,52%)

Óleo de soja (-2,90%)

Tomate (-2,88%)

Água sanitária (-17,77%)

Leite (-10,71%)

IPCA

+0,55%

 

DIEESE

VARIAÇÃO DA CESTA DE SP, BH e RJ

SP (-1,15%)

BH (-1,47%)

RJ (-1,58%)


GPE - Grupo de Pesquisas Econômicas da FAI.
?    Adílio Francisco Rocha ? 4º ano Administração.
?    Solange Aparecida Rodrigues ? 3º ano Administração.
?    Prof. Vinícius Montgomery de Miranda.

pibid icone srs icone fapemig icone peet icone bidi  Selo 2017 2018
 

 

blue green orange red

© 2015 FAI - Endereço: Av. Antônio de Cássia, 472 - Jardim Santo Antônio - Santa Rita do Sapucaí - Minas Gerais - CEP: 37.540-000 - Telefone: (35) 3473-3000

Login

Entre com seu usuário